<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, maio 31, 2004

Stop smoking! 

Querida!... Querida!... Os senhores vão proibir-te de fumar no trabalho e nos espaços públicos fechados!... YES!!!
Estou curioso é para saber, como vai ser a fiscalização nos espaços públicos fechados. Uma discoteca sem fumo? Isso quase parece utópico, infelizmente...

Segurança? 

Ao que parece, um suposto terrorista egípcio dirige-se para o nosso país. Segundo os "telejornais da tarde", foi o SEF quem alertou para a perigosidade da sua aproximação do território luso. Ora, como se sabe, as fronteiras portuguesas estão a ser passadas a "pente fino", tal como eram antigamente.
"O sôr tem alguma coisa a declarar?", perguntava sempre um barrigudo GNR, de bigode e boné descaido para a frente dos olhos. Agora, podemos respirar de alívio. Eles voltaram à patrulha das fronteiras. Será que podemos? E se o boné desliza demasiado para a frente dos olhos, pela oleosidade do cabelo do sôr agente? Parece-me que, a única forma de um qualquer egípcio ser barrado nas border lusas, será se trouxer alguma luz do carro fundida ou se não tiver o triângulo...
"Então, sôr egípcio, boa estadia e boa xorte para a xua xelexão!".

sexta-feira, maio 28, 2004

Energias de Portugal 

É este o novo nome da EDP (ex-Electricidade de Portugal). A nova EDP (Energias de Portugal), além de mudar o nome, também mudou a sua imagem, alvo de cuidada reestruturação. No entanto, esta mudança de imagem só será conhecida no mês de Julho, mês que marcará então, o arranque da nova EDP, coincidindo com a liberalização do mercado ibérico de electricidade. Estas alterações aconteceram devido à integração do gás natural no grupo EDP.
Esperemos que, a partir de agora, os problemas que o gás natural têm causado na casa de cada um, passem a ser cada vez menores.

A parceria indispensável? Até quando? 

Após ler o artigo de opinião de Vasco Rato n'O Independente deixo aqui algumas considerações.
Intitulando o seu artigo de "A parceria indispensável", Vasco Rato fala da aliança euro-americana e confere-lhe um adjectivo selectivo - "indispensável". Visão subjectiva, em meu entender, por essa indispensabilidade ser momentânea. Um momento alargado, é certo, mas momentânea. Objectivando essa suposta necessidade de complementaridade Washington-Bruxelas, Vasco dá o "tacto" aos primeiros e a "cenoura" a Bruxelas. Ora, seguindo o sentido figurado que quis dar à coisa, quem corre atrás da cenoura é o burro, mas o inteligente é aquele que apresenta a cenoura ao burro para que ele ande. Claramente, entendo a liturgia do tacto, na perspectiva de que só tem falta de tacto quem o utiliza bastas vezes e, aí, é, notoriamente, marca norte-americana, as in, às apalpadelas.
Bruxelas, ou melhor a Europa, devia partir, por enquanto apenas no papel, para uma estratégia de sobranceria europeia. Mesmo sem o impôr, a Europa tem tudo para ser sobranceira a Washington. Como Vasco Rato diz, por agora, e friso, por agora, é uma complementaridade mutuamente benéfica. Há um conjunto de causas nucleares que apenas têm sentido em união com Washington. Além disso, Londres será sempre um porto seguro dos norte-americanos, a não ser que um qualquer Zapatero ganhe as eleições em Inglaterra. Mas, a médio-prazo, um eixo europeu Paris-Madrid-Berlim-Bruxelas, teria todo o sentido de existir. Contudo, não agora. O arrepio de espinha que me causaria uma aliança com cunho de altivez germânico, é algo que me deixa enorme apreensão. É que, seguindo a metáfora de Vasco Rato, ter o tacto no meio da Europa a achar que todos em redor lhe pretendem dar a cenoura, não me agrada, além de que, correria o risco de esse asno não gostar de vegetais...

quinta-feira, maio 27, 2004

Euronext: FCP-SAD desce 5% 

Como, lá diz o ditado, "tudo o que sobe, desce", as acções do F.C. Porto, que esta manhã se encontravam entre os sete títulos mais procurados, acabaram o dia a cair em 5%. Valha-nos a equipa verdadeira para inverter estas suicídas tendências bolseiras.

És nossa!!! 

C A M P E Õ E S__E U R O P E U S @ Gelsenkirchen. PT
A
M
P
E
Õ
E
S
!


Somos a alegria da Nação, PORTO CAMPEÃO!

Final da Liga dos Campeões 2003/2004: F.C. Porto-3 Mónaco-0

Que dúvidas podem existir? A Liga dos Campeões Europeus nesta época, a Taça UEFA na época passada... O Futebol Clube do Porto não é apenas a melhor equipa de Portugal, mas é a melhor equipa da Europa!

Adeus Mourinho, Obrigado por tudo e Muitas Felicidades!

Bolsa: F.C. Porto SAD é o sétimo título mais negociado, hoje, na Euronext Lisboa 

São praticamente 60 mil as acções do F.C. Porto negociadas, no dia seguinte a se ter sagrado Campeão Europeu, ao vencer na final da Liga dos Campeões - realizada em Gelsenkirchen (Alemanha) - o Mónaco, por 3-0. Com esta vitória, os portistas sagraram-se Campeões Europeus pela segunda vez, 17 anos depois da final de Viena, quando derrotaram o Bayern de Munique.
A quantidade de acções transaccionadas é, significativamente, superior ao habitual, com os quase 60 mil papéis trocados pela Sociedade Anónima Desportiva (SAD) a representarem perto de cinco vezes mais da média diária até hoje (13 mil).
O F.C. Porto encaixou com a participação nesta edição da Liga dos Campeões cerca de 20 milhões de euros, 6,5 milhões dos quais foram arrecadados pela vitória na prova.
A este montante acrescem ainda as receitas de bilheteira.

quarta-feira, maio 26, 2004

Os Xuxas 

Durante o fim-de-semana cruzei-me com uma caravana Xuxialista, distribuíam alegremente apitos e cartões amarelos. Dei comigo a pensar, será que esta gente não conhece o ditado popular "Quem tem telhados de vidro não atira pedras ao ar?"
O que pensaria o autor desta campanha se, ao invés da resposta civilizada que teve por parte da coligação "Força Portugal", - Um cartão vermelho - a opção tivesse recaido sobre uma xuxa ou um menos prosáico apito de forma fálica?
Pois é!
E, já agora, não se esqueçam que, "Quem anda à chuva molha-se...".

SEF sensato 

O Sindicato do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) merece um aplauso pela sua sensatez. À promessa do Ministério da Administração Interna, de que seriam ressarcidos do que lhes é devido, após o Euro 2004, estes acederam a suspender a greve. Caso, após o Euro 2004, a resolução continue morosa, retomam os protestos, que me parecem, justos.

Viva o F. C. Porto 

Entre acusações de "insuportável arrogante" de Durão a Louçã (ainda foi pouco) ao "cobarde" de Carvalhas a Durão, a Assembleia da República pautou-se, hoje, por um tom inflamado.
No dia em que, em Gelsenkirchen, deveriam os olhos e ouvidos dos responsáveis da Nação estar situados, o Ferro (enferrujado) Rodrigues vem com a treta da viagem ao México. Mas este boçal é parvo? É que, desta forma, ficamos a saber que, se fosse ele o Primeiro-Ministro de Portugal (Deus nos livre), o país não teria o líder do Governo a presenciar a final da Liga dos Campeões. Realmente, é uma banalidade um clube luso ir à final...
Mais uma estupidez mesquinha para o rol de imbecilidades grosseiras deste... líder da oposição(?).

Ai estes são os filhos do Dragão, unidos para vencer, orgulhosos por fazer, este PORTO Campeão!!! 

Espero que hoje todos sejam PORTOgueses!!!

terça-feira, maio 25, 2004

Se a Constituição permitisse... 

O Bar do Moe, nº 133 está em condições de adiantar que, a estratégia do Bloco de Esquerda passava por apresentar o seguinte top five às eleições Europeias. Não sendo permitido, aqui fica a intenção:

1º Xico Louçã
2º Enver Hoxha
3º Lev Davidovich Bronshtein [vulgo Leon Trotsky]
4º Saddam Hussein
5º Kim Jong-Il

Bost Escriptum: Para atenuar, também apoiam António Guterres [se for à 2ª volta nas Presidenciais].

segunda-feira, maio 24, 2004

Passeio no campo 

O XXV Congresso do PSD, em Oliveira de Azeméis, decorreu, este fim-de-semana, sem grandes (nem pequenos) motivos de interesse. Pouco excitante e sem críticas, este Congresso, a meio de um mandato governativo do próprio PSD, deu a ideia, a quem estivesse totalmente alheado dos problemas socio-económicos do país, de pacatez e de ambiente idílico. Durão Barroso, perante tal falta de guelra, de empenho, de vivacidade do Congresso foi, ele mesmo, quem, no discurso de encerramento, fez uma auto-crítica ao dizer "nâo fizemos tudo bem, ninguém faz tudo bem".
Será que este PSD se transformou num partido resignado e remediado? Sinceramente, não me parece, mas até Santana Lopes, neste fim-de-semana de realeza espanhola, perdeu o gás de querer vir a ser o primeiro dos republicanos!...

sexta-feira, maio 21, 2004

Incoerentes!... 

Estes Bloquistas da Esquerda Radical (vulgo BE), realmente, não têm coerência nenhuma!... Então primeiro, querem porque querem a despenalização das drogas leves, agora, vestem a capa do moralismo e defendem a proibição de publicidade a cerveja no futebol. Isto é, ou não é, ser do contra?

quinta-feira, maio 20, 2004

O que queres ser quando fores grande? 

Director-Geral dos Impostos!!!

"Maluquinho da aldeia" 

Conhecem? Parece que é Bastonário da Ordem dos Advogados, mas queixa-se de que ninguém liga ao que ele diz... Ah, e também diz que ninguém lhe diz que não, "porque têm medo das reacções do maluquinho". Estamos bem entregues, estamos...

Oferta PT aos domingos é castigo lucrativo 

A PT lançou, há algumas semanas, uma "campanha" bradando, para quem possa interessar, que "Aos Domingos a PT paga!". Bom, esta é, de facto, uma das maiores campanhas de marketing vistas nos últimos tempos cá no burgo. Para quem não esteja informado (suponho que 95% da população portuguesa), em tempos a PT cobrava uma taxa apenas, por se começar a chamada, mais o devido tempo de conversação na linha. Após as devidas queixas na Defesa do Consumidor e ao fim de "árduas" conversações, estabeleceu-se que, tal acto seria ilícito e, como forma de compensação a PT daria, durante 13 domingos, a possibilidade de, marcando o prefixo 1070, poder fazer chamadas "à borlix" para números fixos nacionais! Isto, é suposto ser uma forma de compensação ao consumidor e um "castigo" à PT. Agora, como consumidores, fiquem atentos aos cartazes espalhados pelas nossas praças e avenidas e, vejam lá, se ficam com essa impressão?
Toda a gente sabe que, o "polvo" PT resistiu à concorrência e ainda se assume como o princípal, e quase monopolista, Operador das Telecomunicações neste canto da Europa. Podemos dizer que o conseguiu muitas vezes à custa de maus serviços, inundação maciça do mercado (muitas vezes com produtos de relação preço/qualidade discutível) e, como é habitual no nosso povo, numa lavagem cerebral em golpes publicitários do melhor que se vê! E o povo gosta... Faz-vos lembrar outros sectores, não é? A mim faz...
by Santos Silva

Manter tradições 

Hoje de manhã, no elevador, uma senhora muito simpática que levava quatro ramos na mão, elucidou-me para o dia de hoje. Na TSF só tinha ouvido falar do dia P (de Portugal Positivo!). Fiquei, por isso, admirado quando ela me deu a saber que hoje é... Dia da Espiga!

Vamos emigrar? 

O novo Skoda Octavia custa, em Espanha, entre 16.600€ e 23.300€ (!?). É verdade quase não dá para acreditar que por este preço, em Portugal, apenas conseguimos chegar a um veículo do segmento B/C. O Octavia pertence ao segmento D e, para chatear ainda mais este pobre português, os 23.300€ são pedidos pelo 2.0 TDI Elegance de 140cv...
É para meditar...

quarta-feira, maio 19, 2004

"Portugal Positivo! - Uma iniciativa de que ninguém pode dizer mal." 

Marcelo Rebelo de Sousa vai presidir, amanhã, ao lançamento do projecto "Portugal Positivo!". Esta iniciativa consiste numa tentativa, para que se passe a ter uma mentalidade menos derrotista na sociedade portuguesa. O arranque será marcado por uma conferência denominada "A Auto-Estima dos Portugueses", podendo o evento contar também, com a participação do mordaz Vasco Pulido Valente.
Os três objectivos a que se propõem é discutir a baixa auto-estima dos portugueses, convencer a comunicação social a dar mais atenção ao que de bom acontece no país e, desafiar os portugueses a melhorarem Portugal com voluntarismo.
Eu que olho do lado positivo, parecem-me tarefas que se afiguram complicadas... Contudo, fica uma dúvida. Alguém do BE será capaz de se associar a esta campanha?

terça-feira, maio 18, 2004

Custos + mão-de-obra + contexto empresarial = 19º lugar 

Portugal é o 19º entre os países mais atractivos para a deslocalização de empresas que operam à escala global. China e Índia são os primeiros.
Bom, se por um lado isto representa um indicador de postos de trabalho (ou de possíveis, pelo menos), o que se traduz num maior poder de compra, desenvolvimento da economia, investimento estrangeiro, blá, blá, blá, por outro lado, constatamos que podemos ser considerados uns desqualificados de mão-de-obra barata, o que até é reforçado pelos países nos primeiros lugares do ranking... Um dia destes dão-nos uma bucha e uma tijela de arroz e já é muito...
Para refletir... na reforma da Educação, nos estágios profissionais, nas empresas de trabalho temporário...
[post enviado por e-mail] Santos Silva

A esta hora já deve ter sido enviado para o Iraque... 

... o manobrador da viatura com canhão de água que, na apresentação da campanha de segurança para o Euro 2004, se descuidou no manejamento dos comandos do dito veículo e deixou o ministro da Administração Interna e alguns elementos da comitiva que o acompanhavam, todos encharcados.

Itália não quer liderar na Índia 

A italiana, Sónia Ghandi, rejeitou hoje tomar posse do cargo de Primeiro-Ministro da Índia, para o qual havia sido eleita democraticamente. Esta recusa vem abalar a vitória do Partido do Congresso, que havia derrotado o Partido Hindú.

Entretanto, fica a rectificação, feita pelo Victor, ao post do Pedro sobre a Índia. Mahatma Gandhi, não tem qualquer relação de parentesco com a dinastia Nehru-Gandhi.

Alô? Tá lá??? 

Nem de propósito! Acerca do investimento estrangeiro...
Para quem não sabe, ligar a partir de determindas horas para o 118 é mesmo uma aventura! Esse serviço "informativo" - que agora deve ser filial do SIS - é atendido em Cabo Verde(!?). No âmbito de uma cooperação com essa ex-colónia e com o apoio do Governo local, a PT fez o investimento e tem umas largas de dezenas de pessoas a atender esse serviço. Muitas vezes tal não é percebido pelo consumidor (leia-se ingénua alma), porque é atendido pela "máquina" com uma voz gravada, tipo versão feminina do Robocop, mas caso tenha a "sorte" de ser atendido por um operador(a), pode constatá-lo pelo sotaque... Ainda por cima, o motor de busca da dita base de dados, consta que tem mais manhas e modos de pesquisa do que as opções para a selecção do Brasil e que, a "inocência" de quem atende até os leva a dizer que "CP em Lisboa não consta"...
Como é que era aquele ditado? "Não faças aos outros...".
[post enviado por e-mail] Santos Silva

Estou com a Selecção Nacional! Quem eu retirava? O cromo Scolari! 

O melhor guarda-redes nacional não vai estar no Euro 2004. Scolari achou que esta era a maneira correcta de se afirmar na Selecção. Scolari é um garoto crescido que fez birrinha e, desse modo, quis marcar presença. A meu ver, falha, porque, à frente do Brasil, não convocando Romário, Scolari dizia não admitir outra coisa que não ser campeão. Agora, não escolhe o Baía e, diz que já se dá por satisfeito se chegar às Meias-Finais. Scolari é um lunático. Esqueceu-se que na "Canarinha" tinha um leque vastíssimo de opções e que, não levando Romário (embora um grande nome de vulto), não aquecia nem arrefecia, porque tinha substitutos à altura. Mas, com Baía, não se passa o mesmo. Substitutos à altura não há. Moreira, escolhido agora, à última hora, (a surpresa?) para mim ganha, desde já, o estatuto de titular porque, as outras duas escolhas são sem palavras...
Ninguém percebe o porquê do afastamento do Vitor Baía. O ano passado ganhou tudo o que havia para vencer no F. C. Porto - Campeonato, Taça e Uefa. Este ano ganhou o Campeonato (na Taça nunca jogou por opção de rodar o Nuno) e está na Final da Liga dos Campeões. Será que é por sorte que as bolas não têm entrado? Não creio. Será que o Scolari sabe o que significa defender as redes da equipa que, o ano transacto, ganhou a Taça Uefa e, este ano, está na Final da Liga dos Campeões? Será? Isto não é a Libertadores da América, onde o São Caetano vem da 2ª divisão jogar a final... Scolari já terá entendido que está na Europa civilizada???

Post Scriptum 1: Não ia convocar jogadores que fossem representar a Selecção de Sub-21... Moreira, vai aos Sub-21...
Post Scriptum 2: Hélder Postiga? Grande goleador... Avançado do Tottenham - 2 golos marcados esta época...

De entre os escolhidos (o que lá irão fazer Beto, Petit e Quim?), esta seria a minha equipa tipo:
Moreira
Paulo Ferreira
Fernando Couto
Ricardo Carvalho
Nuno Valente
Costinha
Maniche
Deco
Figo
Rui Costa
Pauleta

segunda-feira, maio 17, 2004

Não à privatização da Água! 

O Governo quer e vai privatizar 49% das Águas de Portugal. Promessa/consequência dessa privatização, segundo o ministro do Ambiente: maior qualidade, maior abundância.
Em meu entender esta privatização parcial da holding é perigosa e não faz qualquer sentido!
A Água é um bem essencial, valioso demais para ser privatizado! O aumento de preço vai ser uma das consequências nefastas (já que o Governo diz que não promete controlar esse possível aumento). Para mim, privatizar a Água é o mesmo que se o fizessem ao Ar que respiro e, por isso, por não reconhecer ao acto qualquer virtude, sou totalmente contra!

O Kuwait... 

O Kuwait... Bem, eles poderiam ser invadidos porque:
Estão mesmo ali ao lado à mão de semear; também têm petróleo; são árabes.
Mas depois, por outro lado, não fazia sentido porque:
Não são uma ditadura; têm um líder inteligente; também têm petróleo; gostam do ocidente; estão estrategicamente bem posicionados para centro de operações ocidentais.
Ah... e até tem uma selecção de futebol que se predispõe a vir a Portugal levar 8-0 e sair sorridente. Se não fossem eles, Scolari e Cia. não conseguiriam ter, até ao momento, um goal-average positivo, no leme da Selecção Nacional.

Gosto do nome "Falcões da Direita Mundial" onde incluis Portas e Durão, por oposição à Codorniz fugidia que, digo eu, lidera a "tua" Internacional.
E há quem se esqueça que as oposições, por vezes, tocam-se, para umas coisas, tal como para outras. Não é só comparar os ditadores Wang Jiarui com Pinochet. É comparar, também, a ausência de direitos das mulheres, que referes, com outros que tais exercídos pela esquerda obscurantista - Albânia, Coreia do Norte, Rep. Popular da China, só para citar alguns.

Post Scriptum: Ainda hás-de explicar aqui quais são os elementos do Governo PSD/PP seguidores do fascismo... E explicares porquê. É que eu, sinceramente, não os encontro!...

Eleições na Índia 

Já se sabe, a dinastia Nehru-Gandhi vai voltar ao poder na Índia, desta vez pela mão de Sónia, a Italiana, viúva do assassinado Primeiro Ministro, Rajiv Gandhi.
Sendo uma vitória da área da esquerda indiana, não é isso que me faz escrever.
O motivo da minha preocupação é, a aparente normalidade com que para os meios de Comunicação Social ocidentais tudo se passou.
De facto, depois da leitura de todos os jornais de fim-de-semana, verifiquei que todos noticiavam a ascensão de Sónia ao poder e, apenas um fazia menção aos problemas de segurança registados nas eleições da maior Democracia do Mundo, mas ainda assim o motivo noticiado era que, estas foram as eleições indianas mais seguras de sempre.
O problema reside exactamente aqui. "Mais seguras de sempre", quer dizer que apenas foram assassinadas 40 pessoas, incluindo os dois membros da comissão eleitoral atirados de helicóptero, onde seguiam, juntamente com todo o material eleitoral.
Apesar de tudo, a fraude foi practicamente erradicada, graças ao recurso a um sistema de voto electrónico.
Já se sabe que vivemos num mundo perigoso, mas preocupa-me esta normalidade, pois, em minha opinião, a indiferença é a maior arma de todos os ditadores e esses, sabe-se, são capazes das maiores atrocidades.
Resta-me, como consolação, as sábias palavras do fundador da dinastia Gandhi: "O direito dos Povos a se governarem é absoluto, comporta inclusive o direito de se governarem mal".

Manelinha no Benfica já!... 

A maior surpresa do meu fim-de-semana, foi o facto de Manuela Ferreira Leite ter ganho o painel "Palpites" do maior Semanário de Paço de Arcos.
Para quem não sabe do que estou a falar, trata-se de um painel constituído por "ilustres" como, Manelinha, Vitor Serpa (director de "A Bola"), José Lello (Secretário de Estado do Desporto de Guterres e Presidente Do Conselho Fiscal do Boavista), Manuel Tavares (O Jogo), Manuel Serrão, Manuel Alegre, Manuel Monteiro e, mais cinco paineleiros, que não interessam agora para nada.
Todas estas personalidades dedicam-se, semana após semana, a tentar advinhar os resultados da jornada. O jornal "Expresso" publica os palpites e vai organizando um ranking.
Pois é, a vencedora foi Manuela Ferreira Leite, à frente do director de "A Bola", Vitor Serpa, e não é a primeira vez, pois, já há dois anos a Manelinha também tinha "ganho" o painel.
Ora, com tanto jeito para a bola, com a temporada de transferências aberta e, com uma mais que provável remodelação governamental em marcha, a minha sugestão é a Manelinha a treinar o Benfica e o Camacho à frente das Finanças. É que, com um Espanhol à frente talvez isto lá vá...

Vão trabalhar malandros! 

Os funcionários judiciais fizeram greve das 9 às 11 horas de hoje. A greve é justificada, segundo o presidente do sindicato, pela "degradação do estado da justiça".
Greve das 9 às 11 de segunda-feira?
O que é isto?
É entrar mais tarde depois do fim-de-semana, é preguiça em sair da cama à segunda-feira, é o que é.
Agora Greve?
Vão gozar com outro.
E as motivações, a degradação do sistema de justiça?
Trabalhem malandros, e isto melhora um bocadinho de certeza, acabem com os vossos três meses de férias por ano, sim os funcionários judiciais têm três meses de férias por ano, mas disso não se queixam...
Estão preocupados com o estado da justiça, organizem um Congresso, debatam o tema e proponham qualquer coisa.
Mas não, para estes sindicatos, os problemas da justiça resolvem-se a entrar mais tarde à segunda-feira!
E, nem de propósito, a greve para dia 9 de Junho também já está marcada. Assim o pessoal vai de férias logo na quarta-feira, não é?
Para isto mais vale acabar com os Sindicatos!

Também quero um apito! 

A radical histérica, que trata das relações internacionais do PS, veio atacar os EUA por causa das torturas a presos iraquianos na prisão de Abu Ghraib, e fê-lo à saida de um encontro que manteve com Wang Jiarui.
Este senhor é, tão só, o responsável pelas relações internacionais do Partido Comunista Chinês, país onde, como se sabe, os direitos humanos são escrupulosamente respeitados. Onde não aconteceu Tianammen, onde não há presos políticos, onde existem eleições livres, liberdade de expressão e, acima de tudo, não existem execuções sumárias por delito de opinião! Onde não existe mão-de-obra infantil explorada, muito para lá do que é aceitável pelos industriais do Vale do Ave e, onde nas prisões não subsistem os chamados trabalhos forçados, utilizados muitas vezes para erguer grandes obras de regime que constituêm verdadeiros atentados ecológicos, de consequências à escala mundial!
Alguém explica a esta senhora que ela já não está no MRPP, que o PS é um partido Democrata e que não ganha nada em reunir-se com estes senhores, que é tão legítimo reunir-se com Wang Jiarui como com Pinochet, porque não existem ditadores bons e maus, porque uns são de esquerda e outros de direita. São todos maus!
Por isso, enquanto não vai para Bruxelas, eu quero um desses apitos, que andam a dar às velhinhas, para protestar...

Para quando a invasão do Kuwait? 

Ontem (nos países Islâmicos trabalha-se ao Domingo e descansa-se à Sexta), o Concelho de Ministros do Kuwait aprovou um Projecto de Lei que permitirá às mulheres votar. Isto, claro, se o Emir, Sheik Jabr al-Ahmad al-Sabah, entender por bem submeter tão revolucionária medida à aprovação do Parlamento.
Proponho, desde já, que se tal medida não fôr aprovada se invada o Kuwait. Está ali ao lado do Iraque, é pequenino, tem petróleo, não tem armas de destruição maciça e também desrespeita os direitos humanos, assim, como se vê preenche todos os requisitos para uma invasão "civilizacional".
A não ser que o conceito de direitos humanos, dos novos falcões da direita mundial, Durão e Portas incluídos, não abarquem os direitos da mulher.
Não me admiraria... O fascismo português, regime tão do agrado de alguns membros do Governo da coligação PSD/PP, também, fez vigorar até 1967, no nosso país, um Código Civil onde se excluia as mulheres do concelho de família dado, e passo a citar "... a sua natural fraqueza de querer e entender...".
Pegando na campanha do Governo para o último 25 de Abril, de facto "Abril é Evolução", agora são apenas os membros deste Governo que sofrem deste mal de natural fraqueza de querer e entender, sempre são muito menos...

Cheira mal em Lisboa... 

Eis o motivo:
"A Protecção Civil vem, por este meio, informar toda a população da Grande Lisboa que, o intenso cheiro a mofo e naftalina que se sente em toda a cidade de Lisboa, se deve, exclusivamente, ao facto de terem sido utilizados ontem, alguns milhões de peças de roupa, nomeadamente, cachecóis, que se encontravam guardados há quase uma década!

A Protecção Civil informa ainda, não haver qualquer motivo para alarme, visto não ser previsível que tal facto volte a acontecer nos próximos anos..."

sexta-feira, maio 14, 2004

O que tens para nos dizer?... 

Fazes lembrar o Octávio Machado, que promete dizer os nomes de toda a gente que anda a mais no futebol, há uns 500 anos, e nunca os disse ainda. Leio o teu post e fico com a nítida sensação de que tens algo para dizer... Queres um saca-rolhas, Peter?

Irreverência ou utopia? 

Não tendo por hábito responder a blogs de outros participantes, parece-me que o olfacto do Amigo Miguel já conheceu melhores dias...
Não obstante, parece-me que este lugar deverá ser utilizado para reflexão de aspectos o mais globais possíveis, não sem descurar a projecção que as nossas experiências individuais nesse contexto possam ter.
Em resposta, o fracasso indicado foi aferido a partir de métodos puramente indutivos... É o olhar à nossa volta! E ver Amigos, Colegas e Conhecidos "desencantados" com a inevitabilidade do insucesso em face da luta "por reverter a situação a nosso favor"! Aqui chegados, resta ponderar se, "amanhã", queremos continuar com a "nossa" irreverência, ou, ao invés, abraçar a ideia do estado-nação utópico, onde as quimeras reinam à revelia do dever-ser.
Por mim, continuarei a lutar pelos meus objectivos, sendo certo que não traçarei nenhum que saiba antecipadamente inatingível.

Fracasso? 

Não sei porquê, mas cheira-me a um certo desencanto pessoal... Expectativas demasiado altas?...
O fracasso não é o desencanto, é o não lutar por reverter a situação a nosso favor, remember?
Do you get what you want?

quinta-feira, maio 13, 2004

O Fracasso 

Escrevo sobre o sonho que vem servindo de âncora a muitos contribuintes portugueses. O sonho de deixar obra feita no desempenho de cargos políticos.
Refiro-me a todos os que ambicionam, ou ambicionavam, deixar o seu contributo técnico ao país, logo que as circunstâncias oportunamente o possibilitassem.
Assistimos, hoje, ao desencanto de muitos desses sonhadores, que constatam que, afinal, a política em nada corresponde às expectativas que dela criaram. Que o sinónimo de "lobby" é mais do que "grupo de pressão". Que o Interesse Público não coincide com os interesses "relativamente" nacionais, entre outros.
Uma coisa é certa, o desalento que tomou conta da nossa massa crítica política faz repensar o papel do Estado, a vontade de nele viver, e a pretensão de dele sair.

The Cult of MarsellrebelldeSosa 

A lista de links para blogs vai aumentando na coluna ao lado. O Moe umas vezes é mais selectivo que outras, mas desta vez encontrou um blog que, seguramente, vai ganhar adeptos. Chama-se Miss Vitriolica Webb's Ite e, para já, destaco o post "The Cult of MarsellrebelldeSosa". Very good.

José Eduardo Moniz, apanhado a alta velocidade, faz manobras ilegais* 

Ainda há pouco, um carro de reportagem da TVI me fez uma ultrapassagem, a grande velocidade, pela direita, ziguezagueando por entre os outros automóveis que circulavam à sua frente.
Se o mandassem parar, será que os ocupantes diziam que iam no encalce de algum ministro?

*(título à moda '24 horas'/'TVI')

Nossa Senhora de Fátima 

Sou católico, por isso, assinalo aqui este dia.

quarta-feira, maio 12, 2004

Que bela equipa que se está a formar... 

Parece que o Paulo Pinto Mascarenhas está empenhadíssimo em criar uma equipa tão forte quanto o F. C. Porto. Primeiro contratou Vasco Rato, agora a nova aquisição é o centro-campista José Bourbon Ribeiro... Sim senhor, Paulo, até fico curioso para ver quem será a próxima contratação. Quanto a mim, já sei que não linkas o meu blog, com o argumento de que eu não me identifico... Já viste, se eu me identificasse, o teu blog deixava de ser notícia de jornal diário...

Liberdaaaade, liberdaaaade... porque fuuugiste de mim... hoje vivo de saudade, é triste viver sem liberdade, sentimos que é o princípio do fim 

Ao que consta, a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) pretende acabar com a existência dos chamados «blogs», alegando que estes sítios são frequentemente utlizados para difamação, afirmou ao EXPRESSO Online, Pedro Amorim, especialista em direito para as novas tecnologias da informação.

Post Scriptum: Eu sei que a letra da música diz mocidade, mas a adulteração, aqui, justifica-se.

terça-feira, maio 11, 2004

A possante Albânia 

Ainda não vi o BE a comentar o reforço da posição no Iraque, por parte da Albânia. Andará Trotsky Louçã distraido?

Resta aguardar!?!?!? 

Bush manteve, durante esta semana que passou, um escudo. Chama-se Rumsfeld. Pela primeira vez as infantilidades (ou burradas) americanas, no Iraque, não foram setas directas a Bush. Esta semana até Dick Cheney falou mais do que o usual. Pelo presidente, o vice-presidente dos States não podia, em consciência, apontar nenhum dedo acusatório a Rumsfeld. Este agiu como o 'seu' chefe queria. Cheney deu-lhe o título de "o melhor de sempre" na área da Defesa. Donald, contudo, como não é pato, soube ficar na sombra das vozes, isto é, soube esperar que também Bush viesse a terreiro defender o óbvio - Rumsfeld está a fazer um bom trabalho como secretário da Defesa. Bush disse-o ontem, na Casa Branca. Outra coisa não seria de esperar. A umbilicalidade é clara. Um Rumsfeld umbrático, mas de ideias firmes, soube esperar e viu um Bush a dar-lhe força. Tudo isto durou uma semana. Burocracia? Vergonha? Respeitar timings? A Europa, mais uma vez, aguarda...

segunda-feira, maio 10, 2004

Dúvida pós-fim-de-semana de perseguições 

Dei comigo, agora mesmo, a somar um mais um e, a encontrar uma dúvida, depois de descobrir o resultado... Será que afinal, Lisboa não é uma aldeia e, aquela miúda que me perseguiu durante o fim-de-semana, afinal, também era jornalista/fotógrafa à espera que eu entrasse em contramão?

Jornalismo ou PIDE? 

Um fotógrafo, à 01:20 da manhã de sábado, perseguia o BMW do ministro da Defesa. Viu que o carro entrou em sentido contrário numa rua (que não é de Bagdad, mas está mais que furada pelas obras do túnel do Marquês) e focou a objectiva para apanhar o acontecimento. Portas dirigia-se para um restaurante que fica logo ali, na esquina. Que coincidência a presença do fotógrafo... Será que agora o jornalismo virou serviço de espionagem, tipo detective?
O motorista do ministro errou. O título diz que o ministro ignorou um sinal de trânsito e foi apanhado em contramão... Esqueceram-se de completar - "no banco de trás". Portas conduzia no banco de trás e isso é proibido por lei.
Claramente persecutório, não?

Lisboa parece uma aldeia 

O fim-de-semana que passou permitiu-me ir ver a exposição dos automóveis à FIL, ir à mega-festa da Marlboro, no Centro de Congressos de Lisboa, almoçar na praia ao domingo...
Recordam-se daquele slogan de uma campanha publicitária - "onde você estiver, está lá"? Pareceu-me demasiado real. Então não é que encontrei uma mesma pessoa (da qual não tenho o contacto) nos três sitios diferentes!?... Estava sempre lá.

Post Scriptum: O Blogger está diferente. Novos gráficos, remodelação da página... Evolução ou revolução?

sexta-feira, maio 07, 2004

Apenas 34% dos europeus tencionam votar para o Parlamento Europeu 

É só o resultado de uma sondagem, mas...

Está tudo a sair do Zoológico... 

Por este andar as savanas, os desertos, as pradarias, os bosques, com clima temperado ou clima húmido, vão estar lotados, brevemente, tal a celeridade com que certos Zoológicos mandam os seus animais para as origens...
O cativeiro tê-los-á deixado mais dóceis?

quinta-feira, maio 06, 2004

Os "máiores" 

O Governo vai aprovar hoje, em Conselho de Ministros, uma proposta de lei com alterações ao Código da Estrada.
Agora vai ser a doer. Falar ao telemóvel pode significar uma coima de 600 euros, por exemplo. Ultrapassar os 120 km/h, em AE, pode significar 200 euros e, acima dos 150 km/h, 1000 euros mais apreensão de carta. Os 110 km/h em cidade despejam o bolso de 2500 euros...
Acho, sinceramente, exageradas. Excessivas! Até porque, não há multas para ultrapassagens erradas, uma das maiores causas de morte nas estradas. É que, mata mais um carro lento a fazer uma ultrapassagem, do que um que anda muito.
Temos dos carros mais caros da Europa, agora estas multas... Pois é, somos mesmo os "máiores".

quarta-feira, maio 05, 2004

POOOOOOOOOOORTO!!! 

Ou então 'Puaaaaarto!'.

"Ele é o número dez
Finta com os dois pés
É melhor que o Pelé
É o DECO alé, alé"

"Lisboa
Tem mais encanto
Vestida
De azul e branco"

Deportivo Corunha - 0
F. C. Porto - 1 (Derlei)

terça-feira, maio 04, 2004

Zapatero está em Lisboa, aproveitem! 

- Olhe, eu queria colocar umas meias-solas nestes sapatinhos, "ó fá'xavôr"...

PCP ao abandono 

O Partido Comunista Português (PCP) tem uma sede, de tamanho XL, jogada ao abandono na Rua de Alcântara, em Lisboa. É triste porque, pela enormidade da sede, toda a rua sofre com o mau aspecto que aquele edifício transmite ao local. Já que não a utilizam, porque não doar o prédio a uma qualquer instituição social? Aqui fica a sugestão e, à CML, o conselho para pressionar.

segunda-feira, maio 03, 2004

Felgueiras, terra surpreendente 

O F. C. Felgueiras já há três anos que se mantem na Divisão de Honra, por demérito finaceiro dos adversários. Há dois anos consecutivos - primeiro com o Leça, o ano passado com o Farense - que os felgueirenses se classificam no primeiro lugar abaixo da linha de água e se mantêm no mesmo escalão. Tudo porque, mesmo com dívidas ao fisco, as conseguiam saldar com prazos alargados.

Ontem, antes de entrar em campo, o Felgueiras estava abaixo da linha de água. Surpreendentemente, a equipa duriense da cidade dos "sacos à Belenenses", deu um banho de bola ao Estoril. Nada de extraordinário, não tivesse o Estoril sido a primeira equipa a assegurar à subida à SuperLiga. Ontem, segundo rezam as crónicas, parecia que não sabiam jogar...

No jornal "A Bola" pode ler-se uma crónica que intitula: "Com a hipótese de ser campeão, Estoril parece ter ficado em casa".
Mais adiante pode ler-se: "Afinal, o que se terá passado com o Estoril na deslocação a Felgueiras? (...) esquecidas as diferenças abismais de pontos que as separam, dir-se-ia que era a formação da casa que jogava para a conquista do título de campeão".
Pergunta:
Será que ainda há bóias de salvamento em Felgueiras?
Será caso para dizer que, afinal, nem todos foram para o Brasil?...

Síntese (segundo acto) 

Bem... Tese, antítese e síntese, chamas-te-lhes tu. Chamar-lhe-ei, então, fotosíntese, para ganhar uma dimensão biológica em jeito de espaço de resposta.

Agora mais a sério:
1- Só não digo que é claro como a àgua, porque até esta já anda meio turva (mas isso fica para outra oportunidade, noutro post). Zapatero não ia ganhar. Como diriam nuestros hermanos, "seguro que no". Afinal, contrarías agora na Sintese, o que havias dito na Tese: "Aznar perdeu as eleições porque mentiu acerca das informações que dispunha sobre a autoria provável dos atentados. E sabe-se já tinha mentido sobre as armas de destruição maciça.". Não entres em contradição...
E não compares o aborto com isto. As sondagens valem o que valem e têm impactos diferentes, pela emoção do momento, no caso espanhol e, pelo país de praia que nós somos, no caso do aborto. Por isso, as votações não corresponderam ao sondado.

2- As GAL também tiveram outra função, bem mais pesada em termos de impacte emocional. Uma população que sofre, nunca poderá concordar com os mesmos modos de actuação para combater um mal, quando esse mal provocava o mesmo. E, durante o Governo de Aznar, foi o periodo de tempo em que houve mais detenções de "etarras", sentindo-se que havia um maior número de homens no terreno.

3- VSP? Os socialistas funcionam muito nessa base de atirar barro à parede... Quanto à questão da visibilidade, olha que não é bem assim. Há pessoas que conheces, mesmo antes delas assumirem um cargo de visão internacional. Quando Aznar ganhou eu conhecia-o. Tu não? Outros há que poucos conhecem, mesmo ocupando cargos de destaque. Raffarin, por exemplo.

4- Eu sabia que tu ias gostar do "Tozé"...

5- O problema é, tal como disse, génese e objectivos. Como, para quê e porquê?

6- Essa tua expressão - "vertente Europeista" - traz àgua no bico... Andas a virar-te para o Monteiro? Tens alguma coisa contra ir aos CTT legalizares-te?
Imagina o diálogo:
- Olhe eu queria mandar uma cartinha para o Burkina Faso...
- Ah, pela sua cara julguei que se vinha legalizar!...

7- Mas na tua Síntese não me respondeste:
Espanha é, depois da retirada do Iraque, um país seguro?
A nova fronteira de Andorra seria ilusória?
E vou voltar a dizer, porque gostei de ler e de soletrar: Tu gostavas do Guterres, não era?

Post Scriptum: Sabias tu, se havia ou não armas de destruição maciça no Iraque? É que eu, já há muito que sabia, que não havia petróleo na Coreia do Norte!

Síntese 

Já temos tese e antítese, faça-se a síntese.
1 - Nunca vamos saber se Zapatero ganhou as eleições por causa dos atentados ou por Aznar ter mentido, pelo simples facto que quer uma quer outra teoria não passam de especulação. Cada um escolhe a que lhe dá mais jeito em cada momento. Se baseias a tua teoria nas sondagens, relembro-te o referendo do aborto.
2 - Quanto a Aznar ter sido o chefe de Governo que mais combate deu à ETA, também é discutível, foi talvez o que menos dialogou. Mas relembro-te que o príncipio da desgraça de Felipe Gonzalez foi justamente a criação dos "GAL" uma organização à margem da Lei, financiada por fundos Governamentais secretos e que combatia o terrorismo por todos os meios, TODOS mesmo.
3 - Quanto a ter-me esquecido de trancrever "internacional" foi propositado, trata-se de um argumento VSP, ou seja, a ver se pega. Tal como o é o argumento de falta de notoriedade internacional. De facto, exceptuando talvez o Arnold da Califórnia, não me lembro de nenhum líder internacional, que tenha esse tipo de notoriedade, justamente antes de o ser.
4 -Quanto ao Tozé, deixa-o lá, parece que até já é doutor e tudo.
5 - Pois é nessa matéria das regiões a discussão sempre foi mal feita, é o que dá confundir objectivos com mapa. Lê lá com atenção o que escreveste para ver se o problema não é esse.
6 - Parece que quanto ao futuro de Portugal concordamos com a sua vertente Europeísta, sem esquecer a específicidade de nos encontrarmos na Europa, mas sermos uma porta aberta para o Atlântico em especial para todos aqueles países que como nós se expressam na língua de Camões.
7 - Esquecendo algumas das provocações contidas no final do teu texto, deixa-me que te diga que também eu sou daqueles que pensa que retirar do Iraque, neste momento, é um perfeito disparate, já que a merda está feita cabe a todos os cidadãos do mundo responsáveis limpá-la o melhor possível.
Post Scriptum: Em Política Internacional não existem aliados eternos, mas antes interesses pontuais, nada mais!
Se a América queria procurar armas devia ter procurado na Coreia do Norte e não no Iraque.

Resposta ao post "Parece mau perder..." 

Pois é, Pedro, não concordo nada contigo. Mas vamos por partes:

Zapatero ganha as eleições por causa dos atentados. Ponto. Se é porque Aznar mentiu/ocultou/fingiu que desconhecia a origem, esse é um ponto que cresceu na mente dos eleitores, sem que tivessem qualquer certeza palpável de que assim era realmente.
O Governo de Aznar, caso estejas esquecido, foi aquele que maior combate deu ao separatismo basco da ETA. Os eleitores, ao irem votar, esqueceram-se, porque a terrível grandiosidade das explosões, pela sua proximidade temporal, assim o determinaram.

Quanto ao facto de Zapatero ser um cidadão desconhecido, esqueceste-te de transcrever, na totalidade, a minha frase. Como poderás constatar, o que eu disse, e reafirmo, é que Zapatero era um cidadão desconhecido internacionalmente! Durão, embora o seu passado fosse Maoista, corrigiu a tempo e terá verificado que essa posição não seria mais do que uma leviandade de juventude.

Também dizes isto: "antes de chegar a líder da oposição (facto que por si só basta como critério de notoriedade,)". Aqui ri-me. O teu camarada "Tozé" também é líder da bancada do maior partido da oposição. E depois? É por isso que lhe vou reconhecer notoriedade? Tu conheces os meandros, ou não? Não és católico, mas conheces a palavra padrinho, ou não? Pois...

Quanto ao facto de Durão, como dizes, "tudo ter feito para não querer as regiões", tenho a dizer-te, e acho que te deves lembrar, que eu também sempre fui contra as regiões, no módulo em que as queriam dividir. Não seria, contudo, por aí, que me pareceria mau liderar uma região (caso elas venham a existir), dependendo sempre da sua génese e objectivo.

No que diz respeito ao eixo Paris-Berlim-Madrid, claramente o preferiria a uma co-participação norte-americana, contudo, parece-me que este, para já, não faz sentido, pois, na minha óptica, este correria o risco de ganhar sobranceria sobre a restante Europa e, sinceramente, uma altivez com cunho germânico é coisa que dispenso.

A "cagufa", parece-me a mim que, se trata mais de uma reacção mental de sofrer consequências físicas. E, ao nível de Zapatero, é mesmo mental. Trata-se aqui do rompimento de Acordos Internacionais estabelecidos pelo anterior Governo. Se a melhor política fosse ceder ao terrorismo, Espanha, hoje, era um território bem mais pequeno. Teriam cedido perante o País Basco e este tornar-se-ia independente. Posteriormente, a Catalunha, talvez também o quisesse. Se não fosse a bem, as armas falariam e, lá teriamos a Catalunha a ter fronteira com Andorra e a Espanha a diminuir no mapa. Isto pode parecer um ponto de análise irónico, mas olha que não seria assim tão descabido.

Não se trata de Durão e Portas serem ou não corajosos. Trata-se, isso sim, de coerência. Durão e Portas seriam "frouxos", como dizes, se cedessem. Com isto não estou a defender a permanência intransigente das tropas no Iraque. Apenas acho que, sendo já retiradas, seriam tomadas, aí sim, como "frouxas". Espanha retirou-se. Agora é um país seguro?

A "guerra" com Sampaio... Será uma maneira suave de retirar permanecendo no território? Aí entendo-te. Vá lá...

Por fim, esta tua frase: "É na capacidade de decidir, e em especial contra os mais fortes, que se vê a coragem dos políticos, não de qualquer outra forma!" Tu até gostavas do Guterres, não era?

domingo, maio 02, 2004

Parece mau perder... 

Pois é Miguel, o inevitável tinha de acontecer, apesar da nossa amizade e sem que a belisque diga-se, não concordo nada com o teor do teu post sobre o novo Chefe de Governo Espanhol. Aliás se me permites, parece-me mais mau perder do que outra coisa, defeitos de quem é adepto Portista... e Pórtista?
Senão vejamos, o que tu escreves, e façamos a comparação com o nosso Primeiro Ministro:
"Zapatero é um humilde cidadão, desconhecido..."
- Zapatero foi o mais novo deputado espanhol, com a mesma idade Durão era Maoista e dedicava-se a roubar a mobília da Faculdade de Direito.
- Antes de chegar a líder da oposição (facto que por si só basta como critério de notoriedade,) tinha liderado o Governo de uma região, algo que Durão nunca poderia fazer, pela simples razão de ter feito todos os esforços para que em Portugal não existissem regiões!
"Por causa de uns atentados em Madrid"
- Para o bem e para o mal, parece que ainda há quem pense que Aznar perdeu as eleições por causa dos atentados de Madrid, não é verdade, Aznar perdeu as eleições porque mentiu acerca das informações que dispunha sobre a autoria provável dos atentados. E sabe-se já tinha mentido sobre as armas de destruição maciça.
"Uma resolução conjunta de Espanha, França e Alemanha"
- Esta é justamente uma daquelas questões ditas fracturantes na nossa Sociedade, mas na minha modesta opinião parece-me que o futuro da Península Ibérica passa mais pelo fortalecimento da aliança Europeia do que por acordos estratégicos com a América, mas este assunto fica para outro post.
Quanto à "cagufa," o medo, assim como a coragem de ir ou não para uma guerra é uma característica eminentemente física, não tenho dúvidas de que os soldados da GNR, colocados no Iraque, são fisicamente corajosos, arriscam a vida para ganhar mais uns dinheirinhos.
Mas o facto de serem soldados da GNR, colocados no Iraque, nada me diz sobre a sua capacidade (coragem) de optar, ora é justamente através desta capacidade de tomar decisões (optar) que se avalia a coragem de um político, Zapatero já provou ser muito corajoso, ao dizer não ao sr. Bush, não provaria em nada a sua coragem, com a decisão de manter soldados espanhóis no Iraque, que ainda para mais, por força do seu estatuto nem podem reclamar.
Durão e Portas provaram em todo este processo serem políticos frouxos, não tiveram coragem de dizer ao sr. Bush não, nem tiveram coragem de "comprar" a guerra com Sampaio e insistir no envio de tropas para o Iraque. Assim optaram por enviar a Guarda para o Iraque, ou seja optaram por enviar para uma zona de Guerra um grupo vocacionado, não para fazer a guerra, mas antes para garantir a segurança das zonas rurais.
É na capacidade de decidir, e em especial contra os mais fortes, que se vê a coragem dos políticos, não de qualquer outra forma!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?