<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, novembro 30, 2005

Incongruência socialista 

Primeiro, diziam-no "o melhor" e queriam elegê-lo, depois fazem-lhe isto?

O que a rapariguita do BE adorava ouvir nas salas de aula 

"O que tu queres, sei eu!"

Miúda, vai antes a uma sex-shop e consola-te 

A deputada Drago, adora charcutarias volumosas.

Miúda, deixa a droga!... 

Acerca da polémica da retirada dos crucifixos das escolas, a deputada do Bloco de Esquerda (BE), Ana Drago, comparou crucifixos a chouriços. Este será, quiçá, um desejo alucinatório provocado por certas substâncias que ingere.

terça-feira, novembro 29, 2005

Lirismo 

Coitada da Ana Gomes... O seu lirismo - ao adivinhar uma certeza sem pés nem cabeça -, não conseguiu, também, prever que o amigo Paulo ia ser referênciado - hoje -, outra vez, no processo Casa Pia...

domingo, novembro 27, 2005

Exonerações que compensam 

«Quatro dos cinco administradores exonerados pelo ministro dos Transportes, por “violação de deveres”, assumiram os seus contratos de trabalho na CP e na Refer e já receberam os seus primeiros ordenados e os subsídios de Natal, apurou o Correio da Manhã junto de fontes do sector.»

sexta-feira, novembro 25, 2005

25 de Novembro, sempre! 

A merecer leitura, no Portugal Contemporâneo.

25 de Novembro deveria ser feriado 

Nunca ninguém conseguiu explicar porque razão hoje, 25 de Novembro, não é feriado nacional no nosso país. Se calhar por receio das reacções de alguns "PRECianos" - leia-se prequianos. Quanto a esta proposta do CDS, também ela deveria ter seguimento. Pela verdade!

Há que festejar! 

Faz hoje 30 anos que foi derrotado o PREC. O fim dos "pá!".

25 de Novembro 1975 

O fim do sonho cubano português. Viva a Liberdade!

quinta-feira, novembro 24, 2005

Choques tecnológicos para quê? 

[Clickar para maximizar]

quarta-feira, novembro 23, 2005

Polícia dá o exemplo I 

Olhando atentamente para a foto anterior, já viram bem a quantidade de infracções que um simples click captou?

terça-feira, novembro 22, 2005

Polícia dá o exemplo 


segunda-feira, novembro 21, 2005

Com 86 e não 91 

Soares garante que, caso seja eleito, só cumprirá um mandato...
Será por causa do relatório médico?

Ninguém pára Seara 

Em Sintra, a distribuição de pelouros provocou mal-estar na Coligação PSD-CDS/PP. De tal forma que, Seara, chegou mesmo a dizer que, "se o CDS está descontente, pode rejeitar os pelouros".
Memórias curtas, é o que é!

Para não falar só do que é mau... 

«A Galp baixa, a partir de hoje, o preço dos gasóleos rodoviário e G Force em 1,3 cêntimos, passando o primeiro a custar 0.986 euros por litro e o segundo 1.046, informa a empresa em comunicado.
Esta é a quarta descida de preços da Galp Energia, este mês, numa redução que totaliza 7,3 cêntimos.»

domingo, novembro 20, 2005

Um post que eu gostava de ter escrito 

Complemento de reforma – só para quem precisa

quinta-feira, novembro 17, 2005

"Veritas" 

Que honestidade haverá em certas verdades?
Naquelas que sentimos e não compreendemos...
Atente-se no "Feliz Aniversário".
Quantas vezes é que, de forma sentida, nos sentimos bem desejando um "feliz aniversário" (ou Natal), a alguém para quem nos estamos rigorosamente "nas tintas"?
Seguramente que, os Mestres em Psicologia, terão a sua explicação para tão irracional comportamento.
Acima de tudo, receio pelo (quero pensar que não) eventual cinismo que esse sentimento de bem-estar possa encerrar.
Benificiando a dúvida, e porque prezo muito o anti-cinismo, agirei em conformidade.
A conformidade com a verdade!

Os limites 

Começou hoje mais um congresso da Ordem dos Advogados, desta vez, em Vilamoura.
Rogério Alves, depois de lhe sair o tiro pela culatra em anteriores intervenções públicas, deu, finalmente, início à defesa dos interesses dos advogados portugueses e, em consequência, da Justiça.
Na sede própria, e secundado pelo Sr. Presidente da República, também advogado.
Entre outros aspectos enunciados, louva-se a preocupação manifestada pelo Sr. Presidente da República no que concerne ao acesso ao direito, essencialmente, no que tange à redução na disponibilização de verbas que, no limite, poderá impedir ou dificultar os interessados (economicamente menos favorecidos) em aceder à Justiça!
Quanto ao discurso do Sr. Bastonário, não será com o discurso que apresentou, vitimizando os advogados, que fará ouvir as suas "razões".
Não conheço advogados discriminados nos tribunais.
Entendo que nos teremos de adaptar à maior visibilidade que a sociedade global confere à Justiça.
Isso consegue-se enquadrando a advocacia em face da nova realidade, por forma a garantir o funcionamento regular das instituições.
Apesar do mérito das "opiniões" que, noutros campos, o Sr. Bastonário manifestou, vitimizar actualmente a classe - sendo certo que erros todos cometemos - significará marginá-la, atirando-a para a periferia do "Sistema Judicial".
Será isso que se pretende?

quarta-feira, novembro 16, 2005

7,7% 

A taxa de desemprego atingiu os 7,7 por cento no terceiro trimestre deste ano. Desde 1998 que não se assistia a um valor tão elevado de desempregados. E falavam tanto do Governo de Santana Lopes...

Vítimas da crise 

«Desempregados de todo o Mundo, filiai-vos», n' O Acidental.

O império dos genes 

Mário Soares desafiou os restantes candidatos a apresentarem os seus boletins clínicos...
Dou comigo a pensar se nos meus 80 anos também direi coisas patéticas e sem sentido.
Além disso, todos sabemos que será pelo boletim clínico dos candidatos que se irão definir as candidaturas em termos ideológicos e programáticos...
Eu, por mim, votarei mais facilmente num tipo sanguíneo mais próximo do meu do que noutro que dele se afaste.
Mas, se calhar, sou só eu...

terça-feira, novembro 15, 2005

Os objectivos dos candidatos presidênciais: 

Cavaco Silva: Após "matar o bebé" de Santana Lopes, aproveitar o clima em que ajudou a deixar a "Direita". Para o comprovar, entregou o cartão de militante. Um senhor! Além disso, tem tudo a favor, pois a concorrência não exige grandes esforços.
Manuel Alegre: Não o calarem de vez.
Mário Soares: Que Cavaco Silva fale nele, para ver se arranja um tema de campanha.
Francisco Louçã: Conseguir olhar nos olhos de quem quer que seja. Até aqui só tinha olhado de soslaio.
Jerónimo de Sousa: Ficar rouco rapidamente.
José Maria Martins: Arranjar morada próximo da Casa Pia.

segunda-feira, novembro 14, 2005

O Cavaco que eu vi 

A Cavaco, na entrevista à TVI, só faltou a prática de levitação. Firme e hirto, como a tão falada barra de ferro, o "é já a seguir-futuro" Presidente da República pareceu impoluto - quase angelical -, contudo, não disfarçando um ar tenso, inatingível e de dono da verdade. Tudo isto em excesso.
Tentando "vomitar" um discurso bem estudado e decorado, parecia que o Professor chumbaria à cadeira se Constança Cunha e Sá saísse do previsível e começasse a abordar coisas mais secundárias.
Todavia, isto basta a Cavaco para ganhar. Então, realmente, para quê esforçar mais?

O lobby do bom senso 

O inenarrável Scolari diz que há um lobby para afastar o Frangueir..., perdão, o Ricardo, da baliza da Selecção. Será que existem lobbies assim tão sensatos?

Paris 

«No meio da confusão, incendiou o carro do único vizinho que lhe dava boleia para fora do bairro, todas as manhãs.» [in letra minúscula]

quarta-feira, novembro 09, 2005

Tem de se gritar! 


Agora é que as sondagens vão ser fixes 

Já é oficial.
PriSa assume controlo da Media Capital.

segunda-feira, novembro 07, 2005

A merecer leitura na integra 

«(...) É que tem sido amplamente divulgada a estratégia que o governo se prepara para implementar e que visa acabar com as situações de pessoas que, beneficiando do subsídio de desemprego, mantêm outras fontes de rendimento não declaradas.
Ora essa estratégia ( espero que esteja apenas em estudo) consiste em forçar os cidadãos que recebem o subsídio de desemprego a permenecer nas suas casas durante toda a manhã ou toda a tarde (alternadamente), na medida em que serão feitas visitas de fiscalização para atestar a veracidade da sua situação.
É hilariante. Não me passaria pela cabeça uma medida que tendesse mais para a desmotivação, a desinserção social, a letargia e, inclusivamente, para a dificuldade em arranjar novo emprego do que esta!
Já para não falar no quão pouco saudável é passar um período de desemprego fechado em casa, à espera dos "fiscais"... (...)
»

Tentativa de imitar Fátima Felgueiras 

«Alberto Fujimori quer recandidatar-se: Antigo Presidente do Peru detido no Chile

O antigo Presidente peruano, Alberto Fujimori, acusado de ter comandado vários assassinatos e de estar envolvido em casos de corrupção, foi detido esta noite em Santiago do Chile.
»

Ainda as (estranhas) Autárquicas 


Porque há quem prefira Bacalhau com Natas!

sexta-feira, novembro 04, 2005

Tiramisú II 

Hoje amanheceu diferente.
Vi-te cedo. Mantive-te.
Pediste-me ajuda.
Pensei-te longe. Ausente.
Trazias brilho no olhar.
Fizeste-me feliz pela diferença no toque.
O toque.
Estendi a minha mão, cruzámos os dedos e
vivemos.
Efémero, o beijo soltou-se.
E aproveitou-se...
Graças a um infortúnio que já nem me lembro...

Peço Justiça! 

Em referência às defesas oficiosas, o ministro Alberto Costa afirmou que algumas “não foram decentes”.
Não vou adiantar muito sobre as declarações do Sr. Bastonário - que não alcançaram a defesa dos direitos e interesses dos advogados portugueses, pelo que, o Sr. Bastonário também prestou um mau serviço à Justiça.
Restam duas opções: a escrita politicamente correcta, e aqueloutra circunstancial.
Será politicamente correcto dizer que, muitas das vezes, os defensores oficiosos não dispõem mais que vinte minutos para preparação dos processos que abraçam, sendo que é nestes que, ao defensor, não resta outra coisa que não a defesa por frase.
Circunstancialmente, pode dizer-se que, se ao defensor fosse dada a oportunidade de preparar a "conversa" que vai ter com o juíz, talvez a defesa dos interesses dos Arguídos e Réus (e da Justiça!) saísse reforçada.
Se os governantes não precisassem de estratégias belicistas para encapotar a reconhecida falta de liquidez nos cofres do Estado, talvez os cidadãos percebessem melhor a urgência de certas medidas políticas.
Quanto ao nosso ministro da Justiça, não vou escrever sobre autoridade moral da decência, pois que disso já se encarregou, com mérito, o Dr. José António Barreiros.

António Costa não gosta de imitadores 

«António Costa acusa Sindicato dos Profissionais de Polícia de só dizer "asneiras e falsidades".»
03.11.2005 - 23h08 in Lusa

quinta-feira, novembro 03, 2005

Tiramisú 

No que se tornam: o sonho depois de vivido,
O Amor depois de experimentado,
E a luz depois de desvendada?

Verdade ou consequência? 

Mário Soares, depois de querer e actuar no sentido de violar a lei eleitoral, vem agora acusar o seu principal adversário, de falta de estrutura democrática?

quarta-feira, novembro 02, 2005

Ó patego, olha o balão! 

«O secretário de Estado da Administração Pública, João Figueiredo, revelou que os funcionários públicos com mais de 60 anos vão passar a ter mais dias de férias, uma medida que pretende compensar o aumento da idade de reforma para os 65 anos.»

Eng. Sócrates, se se fizer uma piscina dentro de uma penitenciária, não é pela realização dessa benfeitoria que se deixa de estar preso!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?